Anuncio topo
COLUNISTAS

Ninguém Nota o que Funciona 9

20/06/2022 - 12:30h
Atualizado em 20/06/2022 - 13:56h


 

A velocidade, definida em metros por segundo, depende da temperatura.

 

A impedância, medida em ohms, varia conforme a frequência.

 

O ângulo de cobertura do som projetado por uma caixa depende da frequência e nos é apresentado em variações de decibéis.

 

Os watts de potência suportados por uma caixa, (que apenas indicam a sua capacidade de dispersão de calor), são mais bem substituídos pela eficiência da caixa expressada em decibéis de pressão sonora a uma determinada metragem da caixa.

 

Os exemplos acima em que vemos a interdependência de variáveis como, níveis, abrangência e tempo devem nos levar a considerar que o sábio Criador entreteceu as áreas da ciência para nos ensinar que nada ou ninguém existe em um vácuo. Mesmo os astros celestes fora da nossa atmosferaestão interligados por relações como a gravidade, que mantém o equilíbrio do nosso universo à medida que ele se desloca a uma velocidade superior à da luz.

 

Para dominarmos as áreas técnicas sob a nossa responsabilidade, é imprescindível conhecer as variáveis que as impactam e saber medi-las para verificar se estão dentro dos valores que nos permitirão produzir com qualidade.

 

Às vezes a necessidade de medição pode se revelar de forma inusitada.Uma vez eu viajei para sonorizar um chá beneficente. Ao me aproximar da igreja em que seria realizado, vi um funcionário da empresa de energia elétrica trabalhando nos cabos de distribuição. De fato, quando cheguei na igreja, estavam sem energia e, ao ligarem para a concessionária, não havia previsão de quando retornaria.

 

Como os alimentos estavam todos preparados e o serviço de buffet a postos para servir, adiar o evento estava fora de questão. Conseguimos um pequeno gerador a gasolina, fiz os cálculos da amperagem envolvida, reduzi o sistema ao mínimo e conectei um voltímetro na tomada ao lado da mesa de som. Mixei olhando não os decibéis, mas os volts que chegavam na mesa ajustando a posição do fader master para dosar a carga elétrica e manter a alimentação acimados 110 volts para não danificar os equipamentos. A pressão sonora ficou abaixo do normal, mas todos ouviram e o propósito beneficente foi atendido. Felizmente esta foi uma experiência única!

 

Conhecer as variáveis e técnicas para fazer medições corretas é essencial. Uma boa medição requer um instrumento confiável de medição, mas como este não passa de uma ferramenta, é a forma que o usamos que irá determinar se o valor apresentado estará correto ou não.

Hoje,consoles digitais oferecem recursos fantásticos de visualização de parâmetros.Mas é imprescindível não esquecer de usar os ouvidos,que são nosso principal instrumento de trabalho. Já ouvi testemunhos de engenheiros de primeiríssima linha que se equivocaram e também fui culpado de usar apenas os olhos para, depois, perceber que os ajustes que fazia não atuavam sobre o que eu desejava.

 

Assim como os parâmetros físicos acima são essenciais para balizarem o nosso trabalho, é importante não nos prendermos apenasaos detalhes específicos, abrindo o foco para abranger aspectos mais amplos do nosso serviço e ministério. Não fazê-lo seria como admirar os indicadores de desempenho do motor de um barco que se dirige a todo vapor para despencar de umacatarata.

 

Vimos que para Deus o processo vale mais que o produto. Os fins não justificam os meios. E nada ou ninguém existe em um vácuo.Na igreja corpo de Cristo o apóstolo Paulo deixa claro que o amor nos conduz a considerar as necessidades do nosso próximo até mesmo acima das nossas. Novamente, para haver saúde na igreja corpo, esta consideração não pode ser unilateral, a reciprocidade é essencial! Mas, havendo reciprocidade e um comportamento que demonstre competência e dedicação a servir com qualidade, fazer pesquisas sérias, não superficiais(!), para mensurar o índice de assertividade dos ministérios com relação à visão de Deus para a igreja é essencial para avaliar a qualidade e o próximo nível a ser alvejado.

 

O pastor de uma pessoa que servia há mais de 10 anos na área técnicapregou contra o “partidarismo” cego dizendo que se fosse necessário se submeter a uma neurocirurgia e ele tivesse que optar entre um cirurgião cristão fiel com pouca experiência e um renomado cirurgião com convicções de fé antagônicas ao cristianismo, ele optaria pelo segundo. Tempos mais tarde, a sua igreja colocou como diretor técnico um camarada sem nenhuma experiência em áudio ou vídeo, aparentemente pela razão de que ele havia completado recentemente seus estudos teológicos. Logo após assumir, precisando identificar uma possível inversão de vias no multicabo splitado em três, o diretor injetou a tensão elétrica de 127v nas vias com as pontas delas ainda conectadas queimando os canais da mesa de retorno.

 

Cristo afirmou que um profeta na sua terra não tem honra.No contexto o profeta era Ele mesmo que nada fez para merecer tal falta de consideração. Costumo dizer que se isto aconteceu com Ele, por que não aconteceria conosco, “reles” servos no ministério técnico? Porém, isto não exime os responsáveis do erro e da omissão de honrar aos que Deus equipou e enviou para servir na Sua igreja corpo. Na sequência de ter registrado esta frase, a Bíblia diz que,por isto,Cristo foi impedido de abençoar o povo naquela regiãoepartiu dali.

 

Medições e avaliações só tem validade se realizadas por quem é competente. Se você se encontra numa situação em que seu compromisso, estudo preparo e conhecimento não recebem o devido reconhecimento, indague de Deus se Ele não está lhe mostrando ser hora de ir servir em outra parte. Como já vimos, o propósito bíblico da liderança é equipar, desenvolver e capacitar os que servem para atingir o seu máximo potencial. Se a sua experiência e conhecimento não é nem ao menos considerada, quanto ao mais reconhecida, honrada e valorizada, isto pode indicar que sua liderança está focada em outra coisa que não o desenvolvimento dos que servem

 

Cabe reforçar a importância da qualidade da ferramenta e da reciprocidade na comunicação dentro da comunidade. Por anos participei de uma igreja em que distribuíam um questionário de avaliação com itens dedicados ao som, num processo unilateral, sem possibilidade de diálogo e respondido e avaliado por pessoas que não tinham consciência das limitações do sistema de som e da acústica em que servíamos. Esta tomada superficial de informações não apresentava medição confiável.

 

Um expert em liderança disse, “os fatos são seusamigos”. Porém a superficialidade ou ausência de cuidado em coletar os fatos de forma compreensiva e abrangente equivale a examinar minuciosamente os detalhes da ponta de um iceberg, ignorando a massa imensa que está por baixo da superfície!

 

Felizmente, a sabedoria divina apresenta o antídoto para situações como estas ao apresentar o amor como a regra maior da conduta cristã. No amor verdadeiro, o requisito mais básico é a comunicação.Por meio delaconhecemos o nosso próximo, entendemos o seu coração, o valorizamos e nos empenhamos para colocar as suas necessidades em nível de importância. Veja que isto não tem como ocorrer em situações em que a “liderança” que atua distante “nas alturas.” Porém avaliações realizadas em espírito de humildade e reciprocidade e não interpretadas de modo distante, unilateral e sem o devido conhecimento técnico, podem ser excelentes ferramentas para medir e balizar a eficácia dos ministérios da igreja.

 

Adam Granté renomado destaque entre os professores com menos de 40 anos da Wharton School, pesquisador em RH e consultor para clientes como Google, Merck, Goldman Sachs, IBM, Disney Pixar, Fórum Econômico Mundial e ONU. Ele é autor de vários livros entre os quais Dar e Receber que apresenta conceitos de relações interpessoais fundamentais para os que servem em áreas de pressão como a produção técnica.

 

Adam afirma(meus destaques):"A função de um gerente é enxergaro potencial nas pessoas." Aliando isto ao princípio bíblico que estamos abordando, a função de um líder bíblico é capacitar os que Deus confia aos seus cuidados.

 

O modelo bíblico é o próprio Cristo,apresentado como o pastor de ovelhasque vai à frente do rebanho, conduzindo-o em segurança e servindo-o com a provisão do que lhe é necessário. E falando apenas do valor material das ovelhas, o livro de Provérbios instrui entre as suas colocações de sabedoria divina (meus destaques):

 

Esforce-se para saber bem como suas ovelhas estão,
dê cuidadosa atenção aos seus rebanhos,”

Provérbios 27:23NVI

 

Se os animais dos rebanhos têm esta importância, qual não deve ser o grau de atenção dedicado às pessoas que Deus envia para servir na sua igreja corpo?

 

Abro um parênteses para afirmar que amo a igreja de Cristo. Se assim não fosse, eu não teria dedicado mais de 41 anos da minha vida a servi-la. Estou convicto de que a igreja operando sob os padrões bíblicos constitui a única esperança para a redenção da raça humana. O Pastor batista Martin Luther King Jr. (1929 a 1968) deixou claro que

 

Calar-se perante o erro é tornar-se conivente com ele.

 

Sem a pretensão de ser teólogo, tenho compartilhado com vocês as lições e insights que Deus tem colocado em meu coração entre os vales dos meus anos de serviço. Minha esperança é que lhes proporcionem ânimo, encorajamento e um norte com embasamento bíblico.

 

Não guardo rancor ou mágoa dos que me injustiçaram, e caso venham a ler estas linhas, minha esperança é que estas abram os seus olhos quanto àcondenação de Mateus 25: "Todas as vezes que o deixaram de fazer/fizeram a um destes menores dos meus irmãos, a mim o fizeram…"

 

O considerar o próximo superior a si mesmo e amar ao próximo como Cristo amou a igreja são princípios que requerem reciprocidade, eles não se destinam a ser praticados apenas em direção a pastores ou líderes na igreja corpo. Alias, Martinho Lutero (1483 a 1546) afirmou:

 

"Depois da teologia, dou à música o mais alto lugar e a mais elevada honra."

 

Você que serve na produção de música com qualidade pode sentir-se honrado!

 

Pronto!Posso fechar o parênteses após realizar a façanha de incluir os xarás Martin Luther e o Martinho Lutero no mesmo parágrafo.

 

Por fim, uma consideração pessoal inspirada pelo momento que vivo. Medições, planejamentos, propósitos e alvos nos ajudam a compreender e agir em coerência com as nossas circunstâncias. Elas são ferramentas importantes da perspectiva da responsabilidade que temos para com Deus e o nosso próximo em relação a como aplicamos os dons e talentos, aquela porção do DNA criativo de Deus que recebemos quando Ele nos criou. Como já vimos, devolver serviço a Ele por meio destes dons é a nossa responsabilidade e constitui o nosso culto, a nossa adoração a Ele.

 

Vale lembrar que Deus, em sua soberania e onipotência, não precisa dos nossos serviços, por maior o grau de excelência que consigamos atingir. Ele nos concede o privilégio de participar na Sua missão de amor e redenção da raça humana ao revelarmos a Sua glória - e ainda nos abençoa quando o fazemos. Este processo me relembra tempos passados em que os pais delegavam tarefas aos filhos e didaticamente lhes “remuneravam” por cumpri-las com as chamadas mesadas.

 

A Bíblia afirma:

 

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.”

Provérbios 3:5-6 NVI

 

“O Senhor renova as minhas forças e me guia por caminhos certos, como ele mesmo prometeu.”

Salmos 23:3 NTLH

 

Faz duas semanas que voltei a servir na sonorização de congressos. Após 26 meses parado neste segmento, tive o prazer e privilégio de servir um cliente pela vigésima vez. Das 8 pessoas na equipe de produção técnica, 3 voltaram do evento com Covid 19. Na quinta-feira passada, me testei e saí para outro congresso. E ontem por volta desta hora, testei positivo.

 

Pela minha idade, já tomei 4 doses de vacina. Da forma que me foram disponibilizadas, recebi o fruto da pesquisa de 3 dos principais laboratórios. Ainda me programei, prorrogando a data do segundo reforço para 14 dias antes dos congressos para que seu efeito estivesse no pico imunológico durante os eventos. Também usei máscara sempre que possível e tomei suplementos de vitamina C, D e zinco para reforçar a imunidade. Apesar destes meus melhores esforços, estou aqui positivado. Felizmente, a variante atual e os meus cuidados aparentam ter me colocado num quadro de doença amena.

 

A pandemia nos introduziu em tempos inéditos. Especialmente para nós que servimos nas chamadas “aglomerações.” Os impactos abrangem desde a ausência de equipamentos no mercado, gerada pela falta de produção de circuitos integrados, até a difícil suspensão da nossa renda. Neste cenário mundial, que nos remete a uma espiral descendente, como ficam as promessas bíblicas acima?

 

Quero lhe trazer uma luz através de um conceito que aprendi recentemente do meu xará, David Adamson.

 

O Salmo 23 é o texto mais descritivo da pessoa de Cristo como pastor de ovelhas. Escrito no hebraico, a analogia se contextualiza nos pastores israelitas que conduziam seus rebanhos através de terras áridas e arenosas até as regiões de pastagem. Estas frequentemente eram encontradas nas regiões mais elevadas, irrigadas pelo orvalho.

 

 

 

 

Ovelhas são animais de limitada inteligência e habilidades físicas. Um caminho reto, que descesse diretamente o morro em que pastaram faria com que elas se desequilibrassem e caíssem. Por isto, as trilhas em que os pastores conduzem as ovelhas são espirais que rodeiam os montes descendo dos pastos até a sua base. A palavra caminho, no texto hebraico original é “magal,” sinônimo de círculo. Eela descreve o trajeto do rebanho, visto de cima,quando desce das pastagens.

 

Se a sua vida parece estar numa espiral descendente nestes tempos, confie-a ao Deus que com cuidado e amor nos conduz por caminhos traçados para que não despenquemos morro abaixo na nossa pressa de viver.

 

Na prática, isto para mim se traduz em:

 

Faça o seu melhor e confie o que está além do seu alcance às mãos de Deus.

 

São as medições que nos ajudam a saber se estamos no nosso melhor, boas medições –com base em técnicas e ferramentas confiáveis!

Ninguém Nota o que Funciona 9
David Distler

COMENTÁRIOS

O capacitor envelhece em um equipamento pouco usado também? Ou ele degrada principalmente com o uso? Por exemplo, um equipamento da década de 80 muito pouco usado precisaria de recap por desgaste do tempo?

- Henrique M

Ótimo, vai ajudar muito! Cesar é fantástico, ótima matéria!

- adriano vasque da

Saudades da Paranoia saudável que tínhamos no Freeeeeee Jazzzzzz Festival (imitando Zuza em suas apresentações magnificas) Parabéns Farat Forte abraço

- Ernani Napolitano

Artigo incrivel! Extremamente realista e necessário, obrigado mestre!

- Jennifer Rodrigues

Depois de 38 anos ouvindo o disco, eis q me deparo com a história dele. Multo bom!! Abrss

- Fernando Baptista Junqueira

Que maravilha de matéria, muito verdadeira é muito bem escrita, quem viveu como eu esta época, só pode agradecer pela oportunidade que Deus me concedeu. Vou ler todas, mas tinha que começar por esta… abraços…

- Caio Flávio

Só li verdades! Parabéns pela matéria Farat

- Guile

Ótimo texto Zé parabéns !!!!! Aguardando os próximos!!!

- Marco Aurélio

Adoro ver e rever as lives do Sá! Redescobri várias músicas da dupla valorizadas pela execução nas "Lives do Sá". Espero que esse trabalho volte de vez em quando. O Sá, juntamente com o Guilherme Arantes e o Tom Zé, está entre os melhores contadores de casos da MPB. Um livro com a história da dupla/trio escrito por ele seria muito interessante!

- Bruno Sander

Ontem foi um desses dias em que a intuição está atenta. Saí a caminhar pela Savassi sabendo que iria entrar naquela loja de discos onde sempre acho algo precioso em vinil. Já na loja, fui logo aos brasileiros e lá estavam o Nunca e o Pirão de Peixe em ótimo estado de conservação, o que é raríssimo. Comprei ambos. O 2º eu já tinha, meio chumbado. O Nunca eu conhecia de CD, e tem algumas das músicas que mais gosto da dupla, p. ex. Nuvens d'Água (acho perfeita), Coisa A-Toa (alusão à ditadura?), e outras. Me disseram que o F. Venturini é fã do Procol Harum, e realmente alguns solos de órgão dele fazem lembrar a banda inglesa.

- João Henrique Jr.

Que maravilha de matéria. Me transportei aos anos de ouro da música brasileira

- Sidney Ribeiro

Trabalho lindão. Parabéns à todos os envolvidos!

- Anderson Farias de Melo

O que dizer do melhor disco da música nacional(minha opinião). Tive o prazer em ver eles como dupla e a volta como trio em um shopping da zona leste de sampa. Lançamento do disco outra vez na estrada. Espero poder voltar a vê-los novamente, já que o Sa hoje mora fora do Brasil. E essa Pandemia, que isolou muito as pessoas. Obrigado por vocês existirem como músicos, poetas e instrumentistas. Vocês são F..., Obrigado, abracos

- Luiz antonio Rocha

Que maravilha Querido Paulinho Paulo Farat!! Obrigado por dividir conosco momentos tão lindos , pela maravilha de pessoa e imenso talento que Vc sempre teve, tem e terá, sempre estará no lugar certo e na hora certa ! Emocionante! Tive a honra de trabalhar muitas vezes com Vc, em especial na época do Zonazul , obrigado por tudo, parabéns pela brilhante carreira e que Deus Abençõe sempre . Bjbj

- Michel Freidenson

Mais uma vez um texto sensacional sobre a história da música e dos músicos brasileiros. Parabéns primo e obrigado por manter viva a memória dessas pessoas tão especiais para nós E vai gravar o vídeo desta semana! Kkkk

- Carlos Ronconi

Grande Farat!!! Bacana demais a coluna! Cheio de boas memorias pra compartilha!!!

- Luciana Lee

Valeu Paulo Farat por registrar nosso trabalho com tanto carinho e emoção sincera. Foram momentos profissionais muito importantes para todos nós. Inesquecíveis ! A todos os membros de nossa equipe,( e que equipe! ) Nosso Carinho e Saudades ! ???? ???????????????????? Guilherme Emmer Dias Gomes Mazinho Ventura Heitor TP Pereira Paulo Braga Renato Franco Walter Rocche Hamilton Griecco Micca Luiz Tornaghi Carlão Renato Costa Selma Silva Marilene Gondim Cláudia Zettel (in memoriam) Cristina Ferreira Neuza Souza

- Alberto Traiger

Depois de um ano de empresa 3M pude fazer o bendito carnê e comprei uma vitrolinha (em 12X) e na mesma hora levei Pirão, Quatro (Que era o novo), Es´pelho Cristalino e Vivo do Alceu, fiquei um ano ouvindo e pirando sem parar, depois vi o show do Quatro em Campinas. Considero o mais equilibrado de todos, sendo que sempre pendendo pro rural e nem tanto pro urbano, um disco atemporal podendo ser ouvido em qualquer situação, pois levanta o astral mesmo. No momento, Chuva no campo é ''a favorita'', mas depois passa e vem outra, igualzinho à aquela banda de Liverpool, manja????

- Ademilson Carlos de Sá

B R A V O!!! Paulo Farat não esqueça: “Afina isso aí moleque!” Hahahaha Tremendo profissional, sou teu fã, Grande abraço!

- Dudu Portes

Show é sensacional. Mas a s sensação intimista de parecer que a live é um show particular, dentro da sua casa, do seu quarto, é impagável. Parabéns família, incluindo Guarabyra e Tommy...

- Ricardo Amatucci

Paulo Farat vai esta nas lives do Papo Na Web a partir de amanha apresentando "Os Albuns Que Marcaram As Nossas Vidas"" Não percam, www.facebook.com/depaponaweb todas as terças-feiras as 20:00 horas

- Carlos Ronconi

Caro Luiz Carlos Sá, as canções que vocês fazem são maravilhosas, sinto a energia de cada uma. Tornei-me um admirador do trabalho de vocês no final dos anos 1970 com o LP Quatro e a partir de então saí procurando os discos de vocês, paguei um preço extorsivo pelo vendedor, os LP's "Casaco Marrom" do Guarabyra e "Passado, Presente e Futuro" (primeiro do Trio), mas valeu. tenho todos em LP's e CD's até o Antenas, depois desse só em CD's e o DVD "Outra Vez Na Estrada" exceto o mais recente "Cinamomo" mas em breve estarei com ele para curtir. A última vez que vi um show da dupla (nunca vi o trio em palco), foi no Recife no dia 16/04/2016 na Caixa Cultural, vi as duas apresentações. Levei dois bolos de rolo pra vocês, mas o Guarabyra não estava. Quero registrar que tenho até o LP "Vamos Por Aí", todos autografados, que foi num show feito no Teatro do Parque, as apresentações seriam nos 14,15 e 16/10/1992 mas o Guarabyra perdeu o voo e só foram dois dias, no dia do seu aniversário e outro no dia 16. Inesquecível. Agora estou lendo essas crônicas maravilhosas. Grande abraço forte e fraterno e muita saúde e sucesso pra vocês, sempre. P.S. O meu perfil no Facebook é Xavier de Brito e estou lá como Super Fã.

- Edison Xavier de Brito

Me lembro de ter lido algumas destas crônicas dos discos quando voce as publicou no Facebook em 2013, Sá. Muito emocionante reler e me emocionar de novo. Voces foram trilha sonora importantíssima dos últimos anos da minha vida. Sou de 1986, portanto de uma geração mais nova que escuta voces. Gratidão e vida longa a voces!

- Luiz Fernando Lopes

Salve!!! Que maravilha conhecer essas histórias de discos que fazem parte da minha vida. Parabéns `à Backstage e ao Sá! E, claro, esperando a crônica do Pirão. Esse disco me acompanha há mais de quarenta anos! Minhas filhas escutaram desde bebês e minha neta, que vai nascer agora em setembro, vai aprender a cantar todas as músicas!

- Maurício Cruz

com esse time de referências musicais (exatamente as minhas) mais o seu talento, não tem como não fazer música boa!!!! parabéns!!! com uma abraço de um fã que ouve seus discos desde essa época!

- nico figueiredo

Boa noite amigo, gostei muito das suas explicações, pois trabalho com mix gosto muito mesmo e assistindo você falando disso tudo gostei muito um abraço.

- Rubens Miranda Rodrigues

Obrigado Sá, obrigado Backstage, adoro essas histórias, muito bom, gostaria de ouvir histórias sobre as letras tbém, abç.

- Robson Marcelo ( Robinho de Guariba SP )

Esperando ansioso o Pirão de Peixe e o 4. Meu primeiro S&G

- Jeferson

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Escreva sua opinião abaixo*