Rock in Rio & Live Nation - Saiba detalhes da parceria

October 2, 2018

 

redacao@backstage.com.br | Fotos: I hate Flash (Wesley Allen / Lucassa) / Divulgação / Leo Costa

 

Após 18 edições, o Rock in Rio passa a contar com a participação de um nome de peso no mercado: a Live Nation Entertainment (NYSE: LYV), maior empresa de entretenimento ao vivo do mundo. Conversamos com o CEO do Rock in Rio Luiz Justo, que fala sobre como surgiu essa parceria e o que o mercado pode esperar de novidade nos próximos anos.

 

Backstage – Luiz, o fundador e presidente do Rock in Rio, Roberto Medina afirmou estarem “muito satisfeitos por reunir o maior festival de música do mundo com a maior empresa de entretenimento do planeta. A parceria irá gerar várias sinergias, que irão possibilitar a concretização de ambições ainda maiores do Rock in Rio. Somos duas empresas com visão global unificada e capacidade de realizar grandes sonhos”. Quais sinergias e ambições são essas; elas já alcançam a edição Lisboa de 2018, de que forma?
Luiz Justo - A primeira sinergia óbvia é no relacionamento com os artistas. A Live Nation vem verticalizando o seu negócio de concert promotion e hoje possui um roaster de artistas e turnês internacionais que aliados à enorme atratividade do festival por sua dimensão e impacto nos mercados em que está presente, possibilitando que os grandes nomes da música continuem presentes ou estejam ainda mais fortes no cartaz do Rock in Rio. Além disso a visão de futuro de ambas empresas e o entendimento do festival como plataforma para marcas, possibilitará ambições ainda maiores a nível global para o festival, assim como o Rock in Rio será uma grande porta de entrada da Live Nation para o mercado da América Latina. Nessa edição de Lisboa já poderão ser vistos conteúdos novos de entretenimento de grande impacto, que ainda não são frutos da parceria, pois são anteriores à associação, mas que fazem parte de uma estratégia de entretenimento mais alargada que ambas empresas acreditam e farão parte da expansão dos horizontes do Rock in Rio nos próximos anos.

 

Backstage - Muito mais que um evento de música, o Rock in Rio pauta-se também por ser um evento responsável e sustentável, tendo recebido a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis, criando 182.500 empregos diretos e indiretos no total das 17 edições, e mais de R$ 100 milhões investidos em causas socioambientais e a construção de um legado positivo para as cidades onde é realizado. Com a participação da Live Nation, essas ações serão mantidas, ou ampliadas no setor de sustentabilidade?
Luiz Justo - A Live Nation é uma empresa global e que também possui grande responsabilidade em suas ações. A Ticketmaster, por exemplo, possui uma parceria de longo prazo com a Red (instituição liderada pelo Bono Vox do U2) revertendo a possibilidade de doações para endereçar o tema da Aids na Africa. O Rock in Rio continuará com sua visão construída desde 2001 de que o evento será sempre uma plataforma para um mundo melhor e entendemos que para o futuro a colaboração e construção conjunta dessa visão poderá ser ainda mais alargada com a força das duas empresas.

 

Backstage – Como ficará composta a diretoria do Rock in Rio, Roberto Medina ainda estará a frente da empresa, qual será sua participação nessa sociedade?
Luiz Justo - Essa associação não promoveu nenhuma alteração na governança do dia a dia da companhia e Roberto Medina segue como Presidente da empresa, bem como não haverá nenhuma alteração no quadro de executivos da empresa, responsáveis pela condução do negócio até então.

Backstage - O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985 e com 32 anos de vida, é parte relevante da história da música mundial. Ao longo destes anos, mais de 9,2 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock, entre outros números grandiosos. Frente a todo esse sucesso, por que a decisão de aceitar a participação da Live Nation no festival?
Luiz Justo - A Live Nation se associa ao festival de forma a ampliar e dar possibilidade de escala ainda maior ao festival. Embora a gestão do dia a dia do negócio não será alterada, bem como a essência do festival concebida há 32 anos, a Live Nation é um parceiro com musculatura e visão estratégica global que pode ampliar ainda mais as ambições e conquistas até aqui já realizadas.


Backstage – Como está atualmente o mercado de entretenimento no Brasil, é possível fazer uma agenda de eventos e festivais, ou a instabilidade política ainda trava investimentos no setor, e o que essa participação poderá significar para o mercado de entretenimento brasileiro?
Luiz Justo - Como em todos os países e indústrias, os resultados e o panorama de investimentos são cíclicos e condicionados a conjunturas de mercado. Vivemos um ano de eleições presidenciais e atravessamos alguns anos de recessão no Brasil, e mesmo assim afetaram pouco o setor de entretenimento, devido à característica de consumo do brasileiro que valoriza muito este tipo de atividade. Em 2017, por exemplo, foi um ano de resultados históricos para o Rock in Rio do Brasil. Embora esse ano de 2018 não seja um ano de Rock in Rio no Brasil, estamos acompanhando um ano de mercado desafiador pelas razões acima expostas, mas estamos extremamente confiantes para 2019, pelos negócios que já temos fechados e encaminhados com nossos parceiros comerciais.

 

Backstage – Quais os projetos e planos para o Rock in Rio daqui para frente, expandir para outros países, tendo em vista essa participação da Live Nation; existe um “sonho”/objetivo ainda a ser alcançado?
Luiz Justo - Temos ainda muito para crescer e expandir não só geograficamente, como usar todo nosso know how de comunicação e construção de eventos de grande porte para ir para além da música. No Brasil já estamos desenvolvendo mais dois grandes eventos, um na área de games e outro evento para aficcionados pelo mundo dos influenciadores digitais. Sonhar grande faz parte da nossa natureza e enquanto houver Rock in Rio teremos sempre um novo grande sonho a conquistar e temos orgulho de termos novos parceiros que compartilham dessa visão.

 

 


 

Please reload

Destaque

Sétima edição do Rio Music Market acontece entre 9 e 12 de dezembro

December 6, 2019

1/10
Please reload

Posts recentes

October 7, 2019

October 3, 2019

Please reload

Nossas Redes
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Instagram
SOBRE

REVISTA BACKSTAGE

 

A Revista Backstage é um publicação da Editora H. Sheldon e pode ser adquirida online através do site da editora, por assintura ou avulsa.

 

ANUNCIE

IMPRESSA OU DIGITAL

 

Clique aqui e se informe sobre as condições de anúncios em nossa revista ou site.

CONTATO
  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • Instagram

Todos Direitos Reservados

Rua Iriquitiá, 392 - Taquara

Rio de Janeiro - RJ - CEP:22.730-150 

Telefones: (21) 3627-7945 /  2440-4549

E-mail: adm@backstage.com.br

© 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS • REVISTA BACKSTAGE